quinta-feira, dezembro 24, 2015

NADA PRA FALAR, MUITO PRA DIZER: Pétalas [Comic Review]




Quanto mais universal é uma idéia, mais facilmente ela pode ser transmitida para outros. E há certas idéias e conceitos que são comuns a todos os povos deste planeta (talvez em outros também, muito provavelmente). E que melhor mensagem pra se passar adiante, especialmente nesta época caótica, do que ser generoso para com o próximo?

É sobre isso que Pétalas trata, sem dizer uma só palavra: Generosidade.




Produzida com o apoio de financiamento coletivo via Catarse, esta história idealizada e desenhada por Gustavo Borges (das webcomics A Entediante Vida de Morte Crens e Edgar) e com as cores de Cris Peter (que trabalhou em Astronauta: Magnetar e Astronauta: Singularidade, da MSP), Pétalas é uma história fechada, em que não é dita uma só palavra; um quadrinho mudo. Mas ainda assim, é impressionante a capacidade de storytelling do jovem Gus, que sendo tão um guri jovem, demonstra um bom domínio da arte seqüencial que deixa muito marmanjo no chinelo, e consegue passar a mensagem dessa história de uma forma simplesmente perfeita.





Sobre a história em si, não posso e não vou falar demais pra não estragar a experiência, mas vai uma sinopse simples: em meio a um inverno frio e cheio de neve, um estranho pássaro azul de cartola (?) muda a vida de uma família de raposas. Essa fábula com animais antropomórficos (uma palavra mais técnica pra se referir a “bichos agindo que nem gente”, que nem em cartoons antigos) flui de forma extremamente simples e refinada, graças ao esmero e combinação perfeita da arte do Gus e as cores muito bem escolhidas da Cris. Um combo e tanto.


Confesso que, das outras vezes que li esse conto, cheguei a me emocionar. Sim, eu derramei MANLY TEARS. Não foi só por razões pessoais que não cabem de ser discutidas aqui. Mas também pela sensibilidade desta HQ. Por essas razões pessoais que eu demorei tanto pra resenhar Pétalas, mesmo eu tendo conseguido meu exemplar (e o autógrafo do Gustavo, ainda que não o da Cris...ainda) na Comic Con RS de 2015. Mas ainda assim, isso não foi de todo mal, pois ler várias vezes me permitiu entender e digerir bem este trabalho. Eu fiquei comovido por me identificar com a idéia principal de “generosidade”; pensar no próximo é algo que a cada dia se torna mais difícil nesta nossa sociedade que está se tornando tudo, exceto cada vez menos social

O individualismo até que é algo bom, mas não em certas formas usadas hoje que estão se tornando mais o padrão. Talvez um dos maiores méritos de Pétalas é conseguir nos lembrar que pensar no próximo pode fazer um bem não só ao próximo, mas a nós mesmos. É por isso que mesmo eu tendo aicmofobia, vou doar sangue regularmente. Por isso que me sujeitei a situações que me foram constrangedoras e danosas pra tentar ajudar uma pessoa ingrata que rejeitou ajuda, mas que foi muito apoiada da mesma forma sem ao menos se dar conta. 

Se eu ganhei algo com isso? Sim, a satisfação de ter feito algo que fez bem a outrem. Essa sensação no meu coração em si, que me faz deitar a cabeça no travesseiro de noite e dormir de bem com minha consciência é que o que me faz ver que esse esforço valeu a pena. E isso vale mais pra mim do que uma pequena fortuna.





Enfim, na minha opinião, Pétalas é uma das melhores HQs nacionais deste ano. E eu tô aqui e agora, não apenas pedindo, mas IMPLORANDO ao grande Sidney Gusman, o Sidão: deixa esse guri fazer uma Graphic MSP, que vai ser FEEEE-NOOOO-MEEEEE-NAAAAL!!!!!


Resumo: é uma ótima HQ. Além de leitores em geral, eu especialmente recomendaria Pétalas pra quem estuda Arte Seqüencial, ou em outras palavras, quer aprender a fazer quadrinhos; é uma boa lição de como se contar uma história usando simplesmente a arte. É uma lição que muitos “profissionais” esqueceram e deveriam relembrar. Fiquem de olho no Gustavo Borges; tenho muita expectativa de que esse guri vai fazer muita coisa boa no futuro. Aposto "All In" nele, sem blefes e com toda a confiança!





Pétalas – Gustavo Borges (roteiro e arte) e Cris Peter (cores)

Coedição entre Jupati Books (Marsupial Editora) e Tambor Quadrinhos

56 Páginas 
R$20,00
Você pode comprar online neste link aqui!



Não se esqueçam que vocês podem curtir a página do nobumami no Facebook. E se der vontade, sigam o perfil do Soma no Twitter pra saber sempre em primeira mão quando rolar atualização! Opinem, comentem, compartilhem, passem adiante!
Ah, sim, Feliz Dia da Vida a todos! (NÃO cliquem nesse link, OK? ^^;)


ews de qualidade...ou ao menos bem "fora do lugar comum"!  ;)

Nenhum comentário: