domingo, agosto 23, 2015

ROTAROOTS: Cinco Coisas que eu ODEIO na Blogosfera!




OK, resolvi finalmente me dedicar a fazer alguns posts de acordo com os temas propostos no ROTAROOTS. É bom ao menos enquanto eu não acho um novo caminho.

No caso, um dos temas de posts propostos pro mês de agosto é algo que me agrada de comentar. OK, minha personalidade vem mudando e minha meta de vida agora é voltar a escrever ainda mais do que antes. Já que ainda estou com bloqueios me apertando o peito todos os dias, resolvi seguir os temas propostos pelas blogagens coletivas do ROTAROOTS, já que eles são pra pegar o gosto de escrever e se manter um blog, e eu preciso sentir esse gosto de novo.

Então, esse tema de agosto: quais são as cinco coisas que eu não gosto na blogosfera de agora? Eu tentei resumir em formas mais gerais, e não sei se consegui. Mas na prática, essas cinco coisas que citei são problemas sérios que atrapalham muitos blogueiros novos e veteranos. Umas se encaixam nas outras, ou não. Mas a meu ver, é mais ou menos isso.


1. "Eu quero views, dane-se o resto"



Tem gente que tem um problema sério de auto-estima e acha que criar um blog é o meio pra se destacar e se sentir "especial". Sério, tem gente que faz posts unicamente pra que eles sejam vistos e com ESSE ÚNICO objetivo: aparecer. Nem é por questão de monetizar ou coisa assim, é apenas pra aumentar o contador de views. OK, todo blogueiro gosta de que seus posts tenham views. Mas ainda assim, fazer um blog apenas pra se aparecer é meio que lamentável.

É algo que é fatal, na minha opinião pra qualquer blogueiro BOM: não procurar se expressar como deve, por estar atrelado a algo que nem views só por ter views. Sem um objetivo, nem que seja pra fazer seus posts e idéias irem a mais leitores. É simples massagem do próprio ego. Uma forma de se julgar "especial".


2. Escrita sem personalidade



É algo que me irrita profundamente. Nisso incluem-se os textos que são simplesmente redações de colégio. Formais, sem liberdade de escrita. Muitos dão a desculpa de "meu blog é de reviews e resenhas", como se fossem jornalistas ou coisa assim. Só que um blog, é um espaço pessoal. Só em um espaço pessoal assim um autor tem total liberdade de escrever como quiser, do jeito que quiser.

A maioria dos leitores de blogs pessoais SABE que está entrando em um espaço pessoal, e espera que um blogueiro o cative pela leitura em si, pra que ele volte e leia mais posts no futuro. Formalidade em alguns casos é bom, mas é necessário se saber usar isso. E pior ainda são os que tentam escrever de forma mais formal e cometem...erros de ortografia e/ou gramática. Fica feio, especialmente se o blogueiro em questão se encaixar no caso seguinte...


3. "Síndrome de 'eu sou cult pra k7' "



Ah, a primeira situação de blogueiro metido a besta. Geralmente é adolescente e fã de animes e mangás, mas não limitado a isso. Devido a temática do meu blog, tive mais contatos com esses tipos do que eu gostaria. Mas o modus operandi é bem similar, independente da temática: pegar algo desconhecido e obscuro mesmo no meio, discorrer páginas e mais páginas de teorias e desconstruções jungianas (sem ao menos saber quem foi Carl Jung) tentando provar o ponto de que o que ele gosta é um tipo de "arte" e o que você curte é "coisa de plebeu".

Gostar de certas coisas mais populares faz com que ele lhe olhe como se fosse um guardanapo de papel engordurado. Se você disse que gostou da dublagem de um seriado do momento, pra ele você será menos que um primata. "oh, como você é inferior por gostar de algo como dublagem, está sendo desrespeitoso com os autores, mesmo consumindo algo legalizado e dando lucro justo a eles pelo trabalho excelente, que só DEVE ser apreciado com o áudio original, seu bóia-fria!". Acreditem, já vi um babaca usar um argumento desses. Mais de uma vez...  


4. "Síndrome de 'a verdade me pertence' "



A segunda situação, não muito diferente da primeira. Tem gente que acredita da forma errada no termo "formador de opinião". É esse tipo de blogueiro. Alguns acreditam piamente que "eu tenho um blog, escrevo nessa tal internet que todo mundo pode ler no mundo, então todo mundo que lê vai seguir a minha opinião". E daí ele se acha o guru nos assuntos que ele trata. Alguém que NÃO vai aceitar uma opinião ou comentário diferente do que ele postulou e sacramentou. Não interessa se acrescenta algo interessante ou corrige alguma falha clara e/ou óbvia no tópico: você será um HEREGE e deve ser punido pelos seus fiéis seguidores.

Um exemplo: comentei num podcast de cinema que eu tinha gostado de certo filme de animação adaptando um clássico da infância de muitos e só, pois tinha me divertido. O resto da semana foi seguida de outros usuários me atacando, não respeitando a minha opinião, e o próprio autor incentivando a punição ao "herege". Desde então nunca mais quis ouvir o podcast dele ou comentar mais no site. Mas ainda gosto de comer rapadura...


5. Falta de individualidade de opinião



Mais um sintoma de blogs geeks em geral. E um dos piores, de longe. Peguemos um filme, que tenha sido elogiado pela crítica mas malhado por um blogueiro mais famoso. De repente, não mais que de repente, um monte de outros blogs começam a fazer posts sobre o filme, concordando e discordando da maioria dos pontos tratados pelo primeiro blogueiro top. Sem mudar praticamente nada. Mesmo tendo uma boa opinião, eles não a compartilham pra não discordar dos mais famosos. Sem razão aparente.

Muitos blogueiros tem medo de achar algo diferente da maioria, mas se esquecem (ou não sabem) que com uma boa argumentação, é possível se defender um ponto de vista de forma que convence o leitor do que você acha. Se o blogueiro acha alguma coisa em especial, e o blog em si é o espaço dele, porquê ele não deve seguir a própria opinião?



Finalizando...

Pelo menos deu pra fazer um desabafo sobre algumas coisas que me incomodavam com esse post. E como podem ver, sem atacar ninguém. Algo que decidi com esse novo nobumami é escrever pelo gosto de escrever, e conquistar meus leitores sendo eu mesmo.


Tem um blog? Confira o grupo do ROTAROOTS no Facebook!

O nobumami tem também fanpage no Facebook, sabia?

Gostou ou não do tema? Deixe seu comentário!

Ajude a divulgar o nobumami compartilhando nas suas redes sociais favoritas, clicando nos ícones abaixo!

Nenhum comentário: