quarta-feira, julho 03, 2013

MOLTO BENE: História do Mickey Inspirada em Doctor Who em Produção na Itália!


Eu vivo dizendo que a Disney Itália CHUTA BUNDAS em suas histórias, certo? Pois bem. Eis que Tito Faraci autor que, além de PKNA (As Novas Aventuras do Superpato) trabalhou em muita coisa boa da Bonelli como Zagor, Dylan Dog e Mágico Vento, soltou isto aqui no Twitter dele:

"Eu lhes digo: eu  fui o editor de uma história em três partes de #Topolino, escrita por @jacopocirillo, inspirada em... #DoctorWho."

Topolino é o nome italiano do Mickey, pra quem não sabe. Não é um crossover, mas uma história inspirada naquele Louco da Caixa Azul. O roteirista de facto é Jacopo Cirilo, que pode-se dizer que é novato no meio, sendo que o Faraci é o editor. Não se sabe ainda quem será o desenhista (eu pessoalmente torço que seja o Giorgio Cavazzano :3), mas que a história será em três partes.

Ah, claro: a fonte da notícia veio daqui, deste post do PK Hack.

Eu não duvido que seja algo realmente que agrade tanto aos fãs do Mickey quanto aos de Doctor Who, e se for de ambos, melhor ainda! Vale notar que tem muito material bom de ficção científica feito com o Mickey vindo da Itália, e boa parte dele sai com frequência aqui no Brasil pela Abril (valeu, Tio Maffia!). Eu pessoalmente recomendo catar por aí o especial Viagens Fantásticas, que tem ótimos exemplos de como o Mickey funciona muito bem com essa ambientação, já que ele volta e meia se mete em coisas quase no mesmo estilo do Doutor.

O negócio é aguardar pra ver no que dá. E que a Abril traga bem rapidinho pra cá. Allons-y!

2 comentários:

Torajima disse...

Diálogo imaginário entre otakus:
Otaku 1: Você soube da última sobre a série Card Captor Sakura?
Otaku 2: Não. Qual é a última?
Otaku 1: É sobre um dos personagens da série. Para ser mais exato, é sobre o mago Clow Reed.
Otaku 2: Ah, aquele Clow Reed. Eu me lembro dele. E o que têm ele?
Otaku 1: É que esse personagem pode ter sido inspirado em uma pessoa que existiu na vida real. E, ainda por cima, eram um mago, também.
Otaku 2:É mesmo?(disse, surpreso) E quem foi esse mago que pode ter sido a inspiração para aquele personagem?
Otaku 1:Segundo comentários que correm por aí, havia um mago que viveu na primeira metade do século passado, chamado Aleister Crowley, que era famoso internacionalmente. E ele era inglês. Era considerado um mago competente, que escreveu livros sobre magia e ocultismo e, detalhe interessante, um baralho de 78 ilustrações, todos na cor vermelha, reunidos num livro chamado de O livro de Thot Tarot, foram pintadas por uma artista inglesa sob a direção do próprio mago em questão. Mais tarde, esse baralho foi impresso pela primeira vez em Dallas, nos EUA, mas na cor vermelha. Só anos depois é que eles foram impressos com suas cores originais.
Otaku 2: Hummm,isso é interessante. Ainda mais por causa desse detalhe do baralho ilustrado e do tal livro, que fazem lembrar as cartas Clow e o livro em que elas estavam reunidas. E se não me engano, as cartas Clow tinham a cor vermelha antes de serem transformadas em cartas Sakura.
Otaku 1: E isso não e tudo. Tem mais coisas que reforçam as semelhanças entre os dois, o mago criado pela Clamp e o mago que existiu no mundo real.
Otaku 2: Ainda há mais?(disse, mais surpreso do que antes).
Otaku 1: Segundo as pesquisas que fiz na internet, esse tal de Crowley viajou pelo mundo afora. Ele visitou diversos países, entre eles, Hong Kong e Japão.
Otaku 2(perplexo): Hong Kong…a terra natal de Shaoran.
Otaku 1: Além disso, têm a personalidade do tal mago Crowley. Segundo informações na rede, ele tinha uma personalidade que, de certa forma, se assemelhava ao do fictício mago que criou as cartas Clow. E, por fim, um detalhe curioso: você notou que o nome completo do mago da série da CLAMP – Clow Reed (クロウ・リード) – têm uma semelhança fonética com o sobrenome do mago inglês que viveu no século passado – Crowley (クロウリー) – e que, escritos em katakana , a escrita japonesa utilizada para palavras e nomes estrangeiros, leia-se não japoneses) são quase semelhantes?
Otaku 2: É mesmo! Agora que você falou isso, percebi a semelhança entre os dois nomes.
Otaku 1: E mais uma coisa que me veio à mente: lembra da frase que a Sakura usava para transformar a chave em báculo desde o começo da série, até o episódio em que ela passou pelo julgamento final, aquele em que ela enfrentou e venceu Yue, quando o báculo mudou de forma, com aquela estrela na ponta ao invés do símbolo do sol e da lua?
Otaku 2: Ah, eu me lembro sim. Era assim: “Chave que guarda o poder das trevas,…”
Otaku 1: Pois é. No anime, e principalmente no mangá, da série Card Captor Sakura, consta que o poder de Clow vinha das trevas, ao contrário do poder da Sakura.
Pois bem, eu soube também que o tal do Aleister Crowley, o mago inglês do século passado, praticava tanto a magia branca como a magia negra. Algumas pessoas o associavam mais à magia negra, o poder das trevas. Seria essa, possivelmente a semelhança maior entre os dois magos – o fictício e o real? Numa música do Raul Seixas, intitulada “Sociedade Alternativa”, há uma citação tanto ao mago Crowley quanto à uma famosa frase dita pelo mago:”Faze o que tu queres, há de ser tudo da lei” ,frase essa que algumas pessoas poderiam ter entendido como “faça todo o mal que queres”. De qualquer forma, tanto Clow como Crowley eram excêntricos, como pode ver.

Kanta Mizuno disse...

Interessante, vou ler a disney faz pouco tempo, em pesquisas de melhores histórias da disney o interessante vc é único que vi que fala bem da histórias italianas...