sábado, maio 26, 2012

Quer Participar do Clamp Day R2? Saiba Como!


Então, você se interessou em entrar nessa bagaça? Tudo bem, sem problemas. Porém, há alguns pequenos procedimentos pra botar um pouco de ordem no projeto. Não é muita coisa, mas essas regras tem que ser explicadas direitinho...vamos lá!

- De forma geral, qualquer forma de manifestação acessível por meio da internet é válida. Postagens em blogs, podcasts, vídeos...tanto faz a forma. mas obviamente ela tem que ser relacionada com os trabalhos do Clamp. Quaisquer projetos com a mão delas no meio tá valendo, assim como trabalhos derivados (doujinshi baseados nesses trabalhos, por exemplo). Os projetos que não são de autoria delas, mas com colaboração direta, como Code Geass tão valendo também, desde que se atenham a influência delas nos mesmos.

- A publicação está marcada para os dias 10 e 11 de novembro deste ano. Sim, será durante dois dias. Quem for participar deve colocar o banner do projeto (no momento em construção), assim como links para a fanpage do Facebook, e os trabalhos dos outros participantes em seu post, claro. Não custa nada, a não ser um pouquinho de tempo pra isso.

- Não há restrição de qual trabalho delas você queira fazer, só que é extremamente recomendável que não se prendam apenas aos trabalhos mais populares; não ajuda muito ter uns dez artigos quase iguais sobre Card Captor Sakura. Da mesma forma, não precisamos de cópias de descrições de wikis. A originalidade na abordagem é mais do que recomendada. 

- Lembrem-se de que o Clamp trabalhou com diversos gêneros (romance, drama, comédia...) assim como cenários variados (era moderna, fantasia, ficção científica...). Uma boa abordagem seria tratar da forma que elas trabalharam com esses gêneros, como traçar paralelos entre os andróides de Chobits e os robôs positrônicos de Isaac Asimov, por exemplo. Elas escrevem pra nos fazer pensar, e tem melhor forma de fazer uma homenagem mostrando que estamos fazendo isso?

- Um dos aspectos mais famosos do Clamp é a filosofia de que o amor transcende a todas as barreiras,  seja idade, gênero ou espécie. É importante que a abordagem desses relacionamentos, seja de forma respeitosa, da mesma forma que elas sempre o fizeram. 

- Da mesma forma, há trabalhos do Clamp com temas mais adultos, muitas vezes com doses de violência e erotismo. É mais do que recomndável fazer um disclaimer quando for postar e avisar que temas maduros serão abordados. E na maioria dos casos não há a necessidade de mostrar esses elementos de forma gratuita; um exemplo de abordagem seria este artigo que fiz sobre um doujin hentai de Negima, que consegue ser SFW (o artigo).

- . Os fãs são bem-vindos a participar; mas "-tards" e haters, não. Respeitem trabalhos que não sejam do Clamp em seus artigos, evitando coisas como "todos os mangás da Jump são lixo" ou coisas imbecis assim (Ei, Gate 7 sai na Jump Square...). Não precisamos de queimadas de filme por causa de xilique de fanboys/girls. Isso não ajuda mesmo.

- Respeito entre os participantes. Sabemos que tem sempre intriga entre certos grupos e indivíduos por aí, mas não usem o Clamp Day pra resolver suas diferenças. Insultos e provocações dirigidos a outros inseridos em meio aos posts tanto de forma clara ou velada não serão tolerados de forma alguma. Vão prum octógono pra se acertarem o quanto quiserem...



De modo geral é isso. Lembrem-se de verificar constantemente a fanpage do Facebook, para se manter atualizados quanto ao andamento dos preparativos. Lá vocês podem sempre contatar os administradores para resolver qualquer dúvidas. Allons-y!


quarta-feira, maio 23, 2012

Um Dia Para o Clamp, Agora de um Jeito Decente!


Esta semana tivemos uma "tentativa" de termos um Clamp Day. Uma blogagem coletiva que nem o Tezuka Day que tivemos tempos atrás. Mas a iniciativa não foi lá muito feliz, pela baixa adesão ao projeto. E isso foi algo que definitivamente não deu pra entender; a importância do Clamp para o meio otaku é imensa, e sem dúvida é bem mais popular do que Tezuka para o pessoal mais jovem. Alguma coisa estava errada. Então, fui mais a fundo pra entender aonde que o bolo abatumou...

Foi aí que descobri que o problema estava na organização. Melhor dizer, na falta de uma. O principal fator foi que não houve uma divulgação satisfatória do evento; muita gente nem fazia idéia de que tinha um Clamp Day. A escolha da data também foi infeliz, num aspecto tático; fazer o evento numa segunda -feira teria um impacto bem mais reduzido. Afinal, muita gente trabalha e/ou estuda e dependendo do caso nem chega perto da internet o dia todo. Não tinha como dar certo, pelo menos não como o Tezuka Day. Se bem que uma boa parcela dos que fizeram artigos pra este último não passa de uma turma de pseudo-cult douchebags querendo posar de gênios...

Logicamente, eu não aceitei isso; disse claramente no Twitter que esse protótipo de Clamp Day não tinha como valer, e nisso surgiu a sugestão de fazer uma nova tentativa, daqui a uns seis meses. Conveniente, pois em novembro que começou a publicação de Rayearth no Japão, a primeira obra do Clamp a chegar por aqui. E com meio ano de tempo dava pra fazer algo realmente bem elaborado.

No meio da discussão veio o cara que fez a primeira tentativa dizer que não podíamos fazer isso, por essa e aquela razão. Mandei ele ir chupar um sacolé, claro. Depois veio um outro cara cujo nome convenientemente rima com "rabo" (que nem a cara dele), jogar indiretas de que "roubamos" a idéia do primeiro. Sinto muito, mas como eu disse no Twitter, Se alguém faz alguma coisa mal-feita, nada te impede de ir lá e fazer melhor. Ainda mais da forma tosca que foi feita, pois se nem a Mara se dispôs a trollar, algo está bem errado. E que eu saiba, não há nenhum copyright ou coisa assim nesse modelo...

Por isso, agora começo aqui a convidar o pessoal pra participar da nova blogagem coletiva sobre o Clamp, que surgiu pela primeira tentativa não ter feito justiça; não é questão de ser fã do quarteto, mas as obras delas tiveram muita importância para a geração de fãs pós-Saint Seiya aqui no Brasil. Além disso, a variedade de temas das obras criadas justifica o merecimento de uma homenagem decente; pode-se dizer que elas são uma versão mais light do Tezuka nesse aspecto.


Então, o segundo round do Clamp Day (por hora seguindo com a hashtag #ClampDayR2) está marcado para o primeiro fim de semana de novembro. Qualquer um está apto a participar, da forma que bem quiser, desde que trate do tema. Mais detalhes virão nas próximas semanas. Deixo claro que não sou o líder do projeto, apesar de estar ajudando a coordenar as coisas com alguns dos blogs parceiros. Mas se estiver procurando alguém pra brigar, pode entrar contra mim mesmo...O que posso prometer é que, se depender de mim, o negócio vai ser como deveria ser; um tributo mais do que justo.  

Aguardem, pois lá vem coisa boa. Eu mesmo tenho umas coisas escritas aqui pra esse dia...^^

E divulgação é sempre bem vinda! Espalhem o recado, ok?



UPDATE (24/05/2012): A fanpage do #ClampDayR2 no Facebook está no ar, cortesia da minha nakama Su-chan, do Abstrações! Clique no Mokona que está aqui do lado na barra lateral pra chegar lá...e dar um Curtir, claro!