segunda-feira, outubro 31, 2011

Halloween 2011: Samurais, Rantings e Fanservice...



Ando detonado mesmo. Eu planejava ir até a Feira do Livro, mas acabei dormindo o dia inteiro da minha folga. Sem mais pra fazer, me arrastei pra lan pra salvar o resto do meu (pouco) tempo livre. Já que não ando fazendo mais do que postar Life of Maid quando sai e preciso fazer o tradicional post de Halloween mesmo, vou aproveitar e comentar algumas coisas randômicas, que tal?


Shinkenger é FODA, ponto final!

Desde que Gokaiger me fez perder minha preguiça de acompanhar Super Sentai, resolvi ver algo escrito pela Kobayashi logo em seguida de terminar Kamen Rider OOO. E resolvi catar Shinkenger. E digo que vocês também deveriam ver essa série. Sabem a REAL razão de Power Rangers Samurai estar sendo tão elogiado? Por causa deles estarem praticamente só adaptando o mesmo roteiro de Shinkenger. Só que não tem como eu assistir PR Samurai agora que vi o original.

O problema é que muita coisa se perdeu na adaptação. Os personagens do original são MUITO MAIS carismáticos, sem contar a perda de muitas coisas próprias da cultura oriental que ficaram de fora. Os Kurokos, por exemplo, que davam todo o ar de teatro pra série.

Bem, Super Sentai já é teatral por natureza, mas o grande mérito de Shinkenger é fazer a mistura disso com filmes Chambara/Jidai Geki. Eu mesmo gosto de chamar a série de "GARO for Kids". Ainda mais que é um tokusatsu em que eles também conseguem dar pau nos monstros desmorfados, e isso conta muito em estilo.

Fora isso, a Mako é muito mais bonita que a Ranger Rosa com cara de bolacha de PRS. E a Kotoha é fofa. Sem falar na Kaoru (pois já é spoiler...)

E também, a opening song é muito do caralh*:


Em suma: VEJAM SHINKENGER, PO##@!!!

Agora comecei a ver Goseiger. Tô gostando, mas a série tem o azar de estar bem no meio de Shinkenger e Gokaiger. Ela é boa, mas cercada por dois S-Tiers deixa a coisa complicada. Mas o tema também é ÉPICO, com o perdão do trocadilho:


Além disso, o Kamina dubla o Gosei Knight. Isso eu tenho que ver...


Fanservice vs. Pseudo-Experts

Dia desses, por um RT do Carlírio ou do John, sei lá agora, eu soube desta postagem aqui. Fui forçado a postar o comentário a seguir: 

"Pra não bater na mesma tecla que outros aqui, vou levantar uma questão: o pessoal (ou melhor, os autoproclamados "experts") assiste animes atualmente pra quê?

a) Procurando simplesmente se enterter

b) Pesquisando assunto pra posar de pseudo-intelectual

Eu sempre procurei a opção (a), mas muitos preferem a (b). Quanto mais obscuro e ancestral, mais eles dirão que é cult, mesmo que seja sem graça. Quanto mais popular, mais lixo eles dirão que é.

Sem contar a maldita modinha de procurar por elementos pra dizer que é ruim, APENAS por conter esses elementos. Fanservice? Moe? Porrada? Traço ruim? Música Pop na trilha sonora? Adaptação de outra mídia (Light Novel/Game)? Se tiver um ou mais, é automaticamente lixo. Façam-me o favor...como eu disse acima, tem gente que se esqueceu de que anime serve (além de promoção de mechandising) pra enterter.

Por isso, sempre me pus contra essa postura de confiar nos outros pra avaliar alguma coisa. Não leio reviews de nenhuma espécie, salvo raríssimas exceçôes, pra não requentar, ainda que inconscientemente, opiniões que podem de fato não ser minhas. Como blogueiro, eu tento deixar MUITO BEM CLARO quando é uma opinião do meu gosto pessoal nos meus posts, pois sei que o que posto pode e vai influenciar a quem lê. Uma postura que pelo que vi, grande parte do pessoal aqui toma, o que é um alívio.

E ADORO quando certos "experts" tomam verdadeiros chutes nos países baixos quando algo como Madoka Magica derruba os argumentos deles como uma britadeira num cheesecake (foi o que aconteceu com o dono do blog gringo Tenka Seiha em uma primeira impressão sobre o anime). Na temporada mais recente, me parece que C³ causou esse "calaboca" de forma mais leve. Bem, eu não sei se C³ vai ser só mais um ou não, com o decorrer do tempo. Se render alguma diversão, não vejo mal algum.

Mas o que eu postulei ainda é válido: não se deveria julgar ou taxar um anime ou mangá APENAS por ter calcinhas, explosões ou jutsus a cada 5 minutos. Claro que tem coisa que definitivamente não tem como eu aguentar ver, como Queens Blade ou aquele das ninjas com peitos que desafiam até as "leis da física de animes". Nada contra quem goste também. Só acho que deveriam deixar o pessoal que ver ver essas coisas em paz, no canto deles.

Afinal, não são eles que enchem o meu saco, somos nós, formadores de opinião como um todo, que enchemos o deles querendo impor o que eles deveriam ver.

No geral eu penso que, até certo ponto, a cultura de Akihabara guiou demais a indústria, deixando a coisa muito focada num nicho específico. É o mesmo que guiou os games de luta, que necessitavam de muito treino e nível de execução de golpes pra ser jogados decentemente (SF3 -3rd Strike, Guilty Gear, Marvel vs Capcom 2, é com vocês). Com o advento de games mais simples de se jogar, a base hardcore antiga começou a chiar com SF4, Marvel vs Capcom 3 e Blazblue, por serem mais newbie-friendly. E qual não foi minha (falta de) surpresa em ver esse fenômeno se repetir quando o anime de Gundam AGE foi anunciado...é a velha ladainha do "popular=ruim" de sempre. Se bem que AGE é mesmo uma merda, até onde vi.

E pra constar, eu gosto de moe e não nego. Mas eu consumo o bastante pra não ser reprovado no teste do bafômetro. Mas tem gente que nem sequer procura entender algo e sai criticando...tipo aquele chupador de pinto do Lancaster."

Isso levanta algo que quero discorrer mais a fundo no futuro. É um problema sério que a blogosfera daqui tem que se ligar, pra não chegarmos a um nível de RedeTV por aqui. Diacho, dia desses vi gente chamando o anime de Baby Please Kill Me de coisa de pedófilo sem ter lido um capítulo do mangá que seja!

E sim, também acho o Panina um baita dum merda. E que se exploda o que ele achar!



P4A é Melhor que Fate/Zero

Sabem por quê? Bem, adaptar um livro ou mangá é fácil. Agora, adaptação de um GAME, ainda por cima de um RPG e conseguir ficar BOM, requer MUITO MAIS COJONES DE ADAMANTIUM do que se pensa. É por isso que nem estou vendo Fate agora (ei, já li e traduzi todo o Novel pra português, só não editei ainda). F/Z é ótimo, só que deixei pra ver depois...

Bem, por hora é isso. Vou pra casa meter um miojo no bucho, e ver se consigo postar algo amanhã antes do meu couro ser arrancado de novo...Pelo menos, pego meu smartphone até o fim da semana, se a entropia não ferrar tudo. Happy Halloween!




quarta-feira, outubro 19, 2011

Life of Maid 249: Robo-Mari, Parte 6!

Trollou, agora aguenta Nitori...

Como a próxima tirinha vai ser a 250, acho que o autor vai fazer algo especial (e eu também, se meu F&%$# trampo deixar, claro...^^;)


segunda-feira, outubro 03, 2011