quinta-feira, dezembro 31, 2009

Fim de Uma Década, Começo de Outra!


Bem, devido a OUTROS imprevistos, adiei a "lista" que eu tava preparando pra semana passada. Mas vou compensar em breve, com muito do material interessante que saiu durante o Comiket de inverno (que acabou de terminar a estas horas, fiquem atentos a uploads em lugares como o Tokyotosho). E pra quem já me perguntou: sim, eu pretendo traduzir os demais volumes de Advent Cirno (além de mais algumas coisas, não necessariamente só doujinshi de Touhou...)

No mais, me desculpem de novo por diminuir o ritmo dos posts do blog; como eu já disse, foi alheio a minha vontade. E farei o possível pra não deixar vocês na mão agora nesta próxima década. E falando em nova década, que tal este vídeo pra fechar 2009? Até o ano que vem!

sábado, dezembro 19, 2009

My '09 Gift: Advent Cirno #1, em Português!!!



Eis meu agrado de fim-de-ano (Natal o K7!) pra vocês, com sempre: desta vez, é a tradução do primeiro capítulo de Advent Cirno em português, feita por mim. Até onde eu saiba, talvez seja o primeiro doujinshi de Touhou traduzido pro nosso idioma. Quem sabe alguém se empolga e resolve traduzir outros? Quem sabe...

Recomendo usar o CDisplayEX, melhor programa pra se ler quadrinhos no PC, sem dúvida. Considerem este um pedido de desculpas pelo ritmo lento das atualizações, mas espero melhorar as coisas neste ano que vem.

Ah, e aqui vai um bônus adicional: Life of Maid 1~149; uma série de 4koma com Sakuya, KonataMeiling e o resto da SDM em versão chibi . Não tem tradução, mas nem é necessário, a bem da verdade...se preparem pra rir um monte!

Aguardem pra semana que vem um post pra resumir as novidades que vem pra 2010. E desta vez esse resumo sai. Dou minha palavra!!!

segunda-feira, novembro 16, 2009

Big Bang Beat 2nd : Primeiras Novidades...e Screenshots!




Depois de soltar o patch OFICIAL de tradução (isso mesmo, eles sabem da nossa existência!) para Koumakyou Densetsu (aka Touhouvania), a turma da Frontier AJA começou a soltar alguns designs e sprites de Big Bang Beat 2nd. Os sprites estão no mesmo estilo da primeira versão (que já eram bons). Pra começar três novos personagens: Kinako (pois sempre estamos com falta de lolis); Eri (correntes, é? Hmm...^^) e Kamui ( o “cara malvado” básico). Todos também vindos de Big Bang Age (da Alice Soft, meio parecido com Sengoku Rance no gameplay...quando é que alguém vai traduzir esse?).


 



Fora eles até agora só Rouga Zanma e Senna Kyoukawa estão confirmados, mas é certo que os demais também voltam (eles não seriam loucos pra me tirar a Kunogi...).  É óbvio que eles vão ganhar novos golpes (reparem na nova pedalada do Rouga). Também as screens mostram indícios de mudanças no gameplay, pois a antiga “barra de Super” agora é dupla (vai lá se saber a razão...).

Fora isso, mas nada...por hora Mas como os posts no blog da Frontier Aja estão com a tag “BBB2nd”, talvez esse possa ser o nome final. Mas o jeito é esperar. Mas esse certamente vai sair um bom game, pois tosqueiras como MKnV e KOF 12 já bastaram um de cada! Precisamos de mais pancadaria boa no PC além de SF4 e Touhou Hisoutensoku neste ano...pois Blazblue (se prestar o port, tenho cá minhas dúvidas) só ano que vem e Melty Blood Actress Again vai lá se saber quando...



domingo, novembro 01, 2009

Rapid Fire News - Halloween Version!!!




Happy Halloween, my friends! Sim, eu sei que não ando postando muito...mas sem infos interessantes não dá, né? Se preparem pois vocês já sabem que a partir de agora começam a sair as novidades....


E quem já começou foi a JAST USA: primeiro, Moero Downhill Night já está com o lançamento bem próximo, podendo ocorrer nas próximas semanas (isso se já não saiu). Este é um daqueles que pode ser bem mais interessante que a média, já que tem um pouco mais de gameplay que o clique-clique-clique dos outros, especialmente pra quem gosta de Initial D.

Também já está no ar o site de pré-vendas para Zanmataisei Demonbane. Algo a se notar é que, como de praxe nas versões ocidentais, as HCGs não terão a censura (leia-se mosaico) do original japonês, mas ainda assim há algum receio de muitos devido a presepada ocorrida com Family Project (o famoso caso do "sutiã duplo"). De qualquer forma, é provável que Demonbane já seja lançado até dezembro ou janeiro.

Já do lado da Manga-Gamer, aqueles dois games que foram removidos do catálogo da produtora (cujos nomes eu tenho vergonha de citar aqui...) durante o caso das feminazis retornaram ao site. Podem passar lá pra dar uma olhada...mas fiquem avisados que esses são BEM mais pesados que outros já lançados por eles, como Da Capo e Shuffle...

E vocês se lembram da Lime? Aquela subdivisão da Navel que lançou faz um tempinho Nostradamus no Kittemiro? Pois bem, eles revelaram um novo game, chamado PetaPeta. Pelo pouco que dá pra se ver no site até o momento, ao menos o chara design é o mesmo do primeiro game. Como a Lime faz parte da Navel, pode ser que tanto PetaPeta como Nostradamus no Kittemiro seja localizados pela Manga-Gamer no futuro. Claro que depende das vendas deles...se ao menos fosse em dólares em vez de euros....


Os grupos independentes também começam a se mexer: o Amaterasu Translations (os mesmos de Cross Channel) soltaram um patch parcial de Sekien no Inganock -What a Beautiful People-  (da Liar-soft). Este aqui vale pelo conjunto em geral. E no máximo em um mês eles dizem que soltam o patch completo. Isso é que é eficiência! Podem tratar de ir atrás deste. Agora!!!

Já por outro lado, o NNL ainda anda com a ladainha do ef. (se arrastando como único projeto deles faz mais de dois anos) eles resolveram lançar mais um standalone release de ef. Vale citar também que eles pensam em fazer um projeto novo (pros próximos 3 anos...), o qual eles não vão revelar até estar pelo menos com um quarto dele pronto (ou seja, lá pelo fim do ano que vem...). O ponto fraco deles é ficar criticando projetos de outros grupos (como o TLWiki) sendo que, apesar de ser excelente, o trabalho de ef não é lá tão superior aos outros grupos como eles acham (é por causa dos demais estarem se puxando mesmo).

E pra fechar a conta, aproveitando que falei do TLWiki, duas novas de lá: a primeira é que já saiu o patch pro capítulo 3 de Sharin no Kuni... É um H-game pão-com-manteiga básico, mas neste vai doce de leite por cima^^. A segunda (e que eu já esperava que acontecesse cedo ou tarde) é que eles começaram um projeto de tradução para Osananajimi wa Daitouryou ~My girlfriend is the President.~ , game da Alcot que ganhou fama pelo tema: o protagonista acorda um belo dia e vê que a casa dele está do lado da Casa Branca, e que a amiga de infância dele agora é a Presidente dos EUA (?!?!?). E não é a única bishoujo a ser presidente nesse mundo...Só por ser um game da Alcot já valeria a pena, mas o conjunto da obra é melhor ainda! Eis um belo dum calaboca pros babacas da NNL...^^

E não se preocupem, pois agora o ritmo aumenta um pouco, já que é agora no fim do ano que as novidades dão as caras. E já ando preparando uma boa surpresa pra mais tarde...basta citar que parte da razão do meu sumiço tem um pouco a ver com isso...^^


terça-feira, outubro 13, 2009

Sengoku Rance: Patch 100% Completo!




Atenção: Links para MAIORES DE 18 ANOS. Vejam bem quem está do seu lado... 

Mais um bom trabalho de TakaJun e amigos! O Yandere Translations liberou a versão 1.00 da tradução de Sengoku Rance, enfim com todas as rotas e menus traduzidos. A série Rance (da qual este é o sétimo game) é a mais clássica e antiga da AliceSoft (Bigbang Age, Beat Angel Escalayer, Beat Blades Haruka), com seu homônimo protagonista, o espadachim mercenário que é um verdadeiro FDP sem-vergonha que pensa com a cabeça errada (no melhor estilo Dark Schneider...talvez ainda mais insano)...mas que é divertido justamente por ser um baita dum m*rda (bem diferente dos protagonistas bundões da maioria dos H-games). Não tem como não cair na gargalhada com as que esse cara apronta...

Neste game, nosso “herói” Rance e sua parceira/escrava Sill  (e que serve de “provisões de emergência” quando ele tá “na seca”...vocês vão entender melhor quando jogarem...) se metem no país de "Japan" (escrito assim mesmo), que como dá pra se notar é baseado no Japão feudal, em meio a guerra civil (Sengoku). Lá Rance começa a trabalhar como general de um país (se bem que ele foi pra lá mais pra...digamos, ”fazer intercâmbio cultural”) pra tentar unificar a nação inteira (e "aumentar o score" ao mesmo tempo) e aí começa o game. É um game que mistura partes de estratégia com “vocês-sabem-o-quê”, sendo que só o fato de ter um bom gameplay a mais que outros do gênero já é um fator que diferencia Sengoku Rance (e a maioria dos games da AliceSoft como os citados acima), mas (como também é tradição da produtora) as HCGs são ótimas e bem feitas, com personagens visualmente agradáveis (e em alguns casos bizarros), especialmente as meninas...fora isso o replay value é bem alto, ainda mais se vocês gostarem de games de estratégia.


 


Enfim, assim como Aoishiro, é mais um game que eu estava na espera. Se vocês esperavam um “herói” que não fosse só mais um juvenil emo chorão, e ainda por cima uma autoridade em fubangagem, Rance é o cara! Game mais do que recomendado! Claro, só se você for maior de idade, não só pelo conteúdo “H”, mas pra poder ter uma boa mentalidade de saber que toda a chinelagem que o escroto do Rance faz no game não é lá um bom exemplo a se seguir...

Vocês podem pegar o patch de tradução aqui, ou também aqui. O patch vai automaticamente atualizar o game com o mais recente patch (1.04) e manter os seus saves se vocês jogaram um pouco com os patches parciais.  E maiores informações do gameplay vocês podem ver no AliceSoft Wiki. Feito isso, muito cuidado com as gargalhadas: vocês não vão querer que alguém abra a porta do quarto bem na hora que estiverem jogando, não é?

Street Fighter 4 Flashback: Como Sirlin Quase Assassinou SF4...


Eu esperei até a Capcom anunciar um update (no caso Super SF4) pra postar este artigo; não sei se vocês já viram em outro lugar, mas vai lá em todo caso. Se você é um daqueles que ainda acha que SF4 é ruim, e que poderia ser melhor se fosse feito pelo mesmo staff de ST HDRemix, se prepare pois vou mostrar aqui o que David “Playng To Win” Sirlin tinha planejado para ser SF4. Essa versão foi sumariamente recusada pela Capcom (e com toda razão) em favor da versão que conhecemos, produzida por Yoshinori Ono. E sinceramente, ainda quero entender o que tinha no baseado que o Sirlin fumou quando criou essa proposta pra lá de indecorosa. Bem, lá vão os pontos principais, começando com os mais...bem, vejam por si mesmos...

- SF4F seria um game 2D de luta com a maioria do cast original e dois personagens novos (um ninja da mesma vila de Ibuki e um guarda-costas chinês). Notem que ele contaria com a presença de uma Sakura já adulta (como na  arte conceitual acima), usando kimono e cabelos longos (e ficou legal, até) e Cammy estaria com seu codinome Killer Bee (antes de SF2).

- O game seria desenvolvido para PS3 e XBox360. E aqui vem o primeiro ponto de polêmica: pra facilitar a vida dos iniciantes, Sirlin pensou em uma opção de controle “simplificada” (chamada “New Millenium”), com apenas 4 botões,e especiais simplificados ao extremo; em vez de fazer um  236 + Soco (ou quarto de meia-lua pra frente e soco) pra fazer um Hadouken, bastaria fazer frente + Soco, Um SHoryuken sairia com baixo + Soco, e por aí vai.

Parece interessante pra casuais a primeira vista, mas não é o caso. Os principais motivos de alguns comandos terem certo nível de complexidade é pra que não saiam por acidente e também para que incentivar os jogadores a aprender a se dar conta do que fazem (com comandos simples, eles simplesmente esmagariam o controle sem dó). E como um arremesso (que seria feito com frente + soco forte) teria garantia de sair se seria feito com o mesmo comando do Hadouken? Pode funcionar pra games como Super Smash Bros, mas é uma piada em SF. Vocês podem ter uma média disso em Super SF2 Turbo Revival (GBA), pois há um sistema de controle alternativo nos moldes do que SF4F deveria ter, e Tatsunoko vs Capcom tem algo parecido (mas quem disse que funciona?). Falha crítica...

- O outro ponto de polêmica é de longe muito mais nojento que isso. Sirlin tinha idealizado o sistema de Flashback, ou melhor, Manipulação do Tempo. Além de não ser novidade (já vimos isso com Sakuya Izayoi em IaMP/SWR/12.3, Dio Brando em Jojo e no sistema Mu no Kyouchi de Samurai Shodown 5 Special), pensar nisso em SF é uma aberração sem tamanho! O sistema de Flashback funcionaria como as Areias do Tempo de Prince of Persia: fazendo o tempo voltar por 4 segundos ao se apertar soco fraco + chute fraco, sendo que o oponente poderia neutralizar isso com uma provocação (Taunt).

Talvez ele estivesse muito viciado na Trilogia Sands of Time quando bolou isso, mas pensar numa implementação dessas num game de luta só pode ser brincadeira. FGs em nível de competição envolvem tomar decisões que valem cada pixel de energia que você puder arrancar do oponente ou evitar de perder. Passar uma borracha nos seus esforços é no mínimo falta de consideração pra quem acompanha SF desde o começo (pois muita, mas MUITA coisa pode acontecer em 4 segundos). É o cúmulo! Se fãs da época de SF2 já torceram o nariz pra SF3, imagine esse SF4F então!

- Há também um outro tipo de manipulação do tempo, envolvendo aceleração e retardamento (este último parecido com alguns Spellcards de Sakuya em IaMP e SWR/12.3), mas enquanto isso pode funcionar nos Touhou de luta (e com apenas UMA personagem) como um sistema geral em SF só pode ser piada...


Mas nem tudo seria desastre; havia planos de se incluir  todos os SFs (desde SF1 até SF3 -3rd Strike e a série Zero/Alpha) no CD emulados como bônus (ou como um pretexto pra poder vender essa coisa) , além de um remake 3D de ST. Fora isso, um modo adventure onde você jogaria com Ryu (num esquema a la God of War) chamado Ryu’s Journey, onde na forma de flashbacks (daí o nome do game) seria possível passar por vários momentos da vida de Ryu, como quando fez a cicatriz no peito de Sagat com um Shoryuken em SF1, passando por eventos como as batalhas contra M.Bison e Gill, culminando numa derradeira luta contra Akuma. Legal para storytelling, mas tanto em Tekken quanto em Mortal Kombat (que tem modos parecidos em algumas versões) seria só enchimento de lingüiça...

De qualquer forma, ainda não mudo muito minhas opiniões sobre o Sirlin ser um bom game designer,  mas se tratando de balanceamento de games competitivos. ST HDRemix e Kongai (cuja expansão está em beta) são ótimos games, e seu card game Yomi está indo pelo mesmo caminho. Mas ele ainda tem muito chão pra andar pra chegar no nível de um Daisuke (Guilty Gear) Ishiwatari. As críticas bobas em relação a Blazblue provaram que ele ainda deve estar recalcado pelo pé na bunda que levou da Capcom. Bem, depois de apresentar uma proposta ofensiva dessas...

E fica uma sensação de alívio ao ver que Yoshinori Ono fez o game da forma correta, lembrando tanto dos fãs de SF2 quanto dos de 3S; Sirlin já disse publicamente que não gostava de 3S (e ainda menos de Parry); OK, é o gosto dele, mas ele deveria ter feito como Ono e pensar nos que gostam de SF3 (simplificando os Parries com os Focus Attacks de SF4) em vez de pensar em criar um recurso retardado como fazer o tempo voltar...pena que ter ficado a frente de um game de SF deve ter subido à cabeça dele...

Se vocês quiserem ver mais sobre SF4 Flashback, vocês podem ver ainda algum material que serve ao menos como curiosidade nestes links: Documento de Proposta para SF4 Flashback (PDF); Storyline do modo Ryu's Journey (PDF); Imagens Conceituais do Game.

Agora quero ver alguém dizer que SF4 saiu ruim...ainda assim, continuo com Blazblue^^



segunda-feira, setembro 14, 2009

Free Talk: Correria e Mais Correria...e Alguns Upgrades^^


Pois é...não venho conseguindo atualizar o blog com frequência nos últimos meses, devido a uma cacetada de coisas pra fazer. Notícia tem de monte, mas estes últimos meses foram dose MESMO. Talvez agora eu consiga retomar o ritmo, mas não se preocupem que eu não tenho a menor intenção de parar com o blog de vez. Vou procurar retomar o ritmo aos poucos, e ao mesmo tempo tocar meus projetos paralelos, como este artigo sobre Yuri e Shoujo Ai que fiz pro pessoal do Kotatsu Shinbun. e outras coisas que não posso falar por hora.

Pelo menos, bolei um meio de avisar quando eu posto: fiz uma conta no Twitter, e agora sempre que eu atualizar o nbm², eu aviso lá, que tal? Isso também serve pra suprir uma certa pendência antiga de dar um meio pros meus estimados leitores entrarem em contato direto comigo. Se quiserem me seguir, me sentirei honrado^^. E como podem ver, ainda está meio que uma baderna por aqui com alguns gadgets e coisas assim. Mas eu avisei que estariamos em obras, certo? 

E pra fechar, e também dar umas risadas...neste vídeo, bem...é melhor que vejam por si mesmos...^^

quarta-feira, agosto 26, 2009

Policenauts: Clássico de Hideo Kojima Ganha Fan Translation!


Muita gente só conhece o tio Kojima graças a Metal Gear (e em breve o novo Castlevania), mas ele também fez outros clássicos, como Snatcher. O adventure inspirado em Blade Runner (que ganhou conversões pra uma pá de plataformas) não foi o único game que o criador do Solid Snake fez no estilo, anos mais tarde ele também veio a criar Policenauts, que além de ser um sucessor espiritual de Snatcher, também tem seu visual MUITO inspirado em outro clássico do cinema; a série Lethal Weapon / Máquina Mortífera. É meio difícil não notar isso, já que o protagonista Johnathan Ingram é uma “versão mangá” de Riggs (Mel Gibson, o Mad Max) e seu amigo Ed Brown é a lata do Murtaugh (Danny Glover)...

Mesmo sendo tão obscuro, ainda é um game do Kojima, um cara que é currículo de estudos básico pra qualquer estudante de Game Design ou simplesmente pra quem gosta de um bom game. E o game agora ganhou um patch de tradução. Vejam neste link como fazer pra pegar e aplicar o dito cujo. Eu mesmo já estou louco pra jogar, mas Shuffle e Family Project estão na frente e tempo é o que me falta no momento...


sábado, agosto 01, 2009

Touhou Hisoutensoku : Cirno, Sanae e Meiling No Novo Touhou de Porrada!

Enfim, ZUN se prostrou de quatro, e cedeu aos apelos dos fãs! Pela terceira vez, Team Shanghai Alice e Tasogare Frontier se juntam para criara um game de luta do Touhou Project: Touhou Hisoutensoku - Unthinkable Natural Law, sendo o episódio 12.3 (?) que se passará após os eventos de Touhou Seirensen (aka Touhou UFO). E o game trás não uma, mas TRÊS grandes novidades: uma “Garota Chinesa”, uma “Boa Menina” e...uma “Fada do Gelo”!



É exatamente isso. Hong Meiling, Sanae Kotiya e Cirno são as novas “porradoras”! Meiling retorna depois de ter ficado de fora em SWR. Já Sanae não é surpresa nenhuma, já que ela não deixou de aparecer desde Mountain of Faith (e será jogável em Touhou UFO, já praticamente conquistando um status equivalente a Reimu e Marisa), já Cirno é a maior novidade; ela sempre foi muito bem nas pesquisas de popularidade (o que se reflete nos doujinshi, como a série Advent Cirno e os 4koma da Dioxin), mas até agora não tinha ganho uma chance dessas (a última vez foi em PoFV).

Como este é um episódio oficial, vamos ao motivo delas trocarem porrada (e danmaku, claro), e se vocês já achavam estranho ter disco voador e energia nuclear em Gensokyo, agora há...Gundam! Bem, quase isso...explicando (antes que alguém ache que a Celestial Being se mudou pra lá): um vulto gigantesco é visto no horizonte, e algo tão fora do comum (mesmo se tratando de Gensokyo), é a razão que explica como as novatas se meteram no rolo:

Sanae: Ela vê o que parece um robô gigante envolto em neblina. Kanako diz que é um “Brocken Specter” (um tipo de ilusão de ótica; para o observador parece estar vendo um “gigante”, mas é apenas o reflexo de sua sombra) e dá de ombros. Sanae resolve se divertir um pouco, achando que é um Mecha dos animes que ela assistia antes de vir pra Gensokyo, e vai atrás do tal Gundam (ou Valkyrie, Eva, ou seja lá o que ela acredite ser).

Cirno: Ela viu algo que parecia ser maior que uma montanha (na verdade, não é tão alto assim, mas sendo Cirno inocente como só ela é...), e achou que era um Daidarabocchi , um tipo de Fada (Yousei) Lendária. Animada, ela viu a Miko do templo no alto da Montanha Youkai (ou seja, Sanae) que perguntou onde foi o Mecha. Fula da vida (afinal, ela viu a coisa primeiro), ela dá uma dica furada pra Sanae e vai atrás do que ela acredita ser o Daidarabocchi.

China...digo, Meiling: Ela estava protegendo o portão da Scarlet Devil Mansion (como sempre), e pela manhã ela viu o tal vulto gigantesco escondido na névoa. Achando ter visto a sombra do Taisuei Shengjun (o Buda dos Infortúnios) ela foi correndo contar pra Remilia o que viu. Mas ao dizer que um Deus Maligno tinha invadido Gensokyo e que deveriam lutar todos juntos pra deter o tinhoso, ninguém a levou a sério. Por isso, ela vai por conta própria atrás do tal Deus Maligno.

Uma coisa a se notar é que o game é ao mesmo tempo um stand-alone e uma expansão pra Scarlet Weather Rhapsody: você poderá escolher dentre Sanae, Cirno, Meiling, Reimu Marisa e mais duas que retornam de SWR (ainda não reveladas, talvez dentre Alice, Sakuya, Youmu ou Aya). Porém, se você tiver também SWR instalado, ganhará acesso a todas as personagens dos dois games, o que dá umas 18 personagens, fora uma ou duas chefes (isso se o chefe final não for algo IMENSO como os das VS. Series da Capcom...só que ao estilo Touhou, claro).



Não há ainda muitas imagens, mas dá pra se concluir algumas coisas, analisando as poucas fotos:

- O sistema será quase todo o mesmo de SWR, ou um aperfeiçoamento dele (talvez como de EFZ Blue Sky Edition pra EFZ Bad Moon Edition). Os marcadores de energia, Spirit e Spellcards são os mesmos, mas com um visual mais “mecanizado” (notem as engrenagens).

- Na foto onde Sanae luta com Cirno, notem que acima do Spirit Meter de Sanae há duas barras com os rostos de Kanako e Suwako nelas. Fica óbvio que elas participam das lutas (como elas iriam deixar a queridinha delas se meter em encrenca sozinha?), mas como as Supporter Lolis de Vanguard Princess, dando ataques extras (talvez não tão complexo quanto VP, mas a barra servirá pra evitar abusos). Mais ainda: o cenário fica à margem dum lago. Pode ser o cenário de Cirno (como em EoSD). Mais um detalhe interessante: dá pra ver que Sanae NÃO usa as “calçolas de véia” (bloomers) das demais. Afinal, como ela veio deste lado da Barreira, ela ainda usa calcinhas...^^

- Já na foto onde Cirno luta com Meiling, o cenário é o mesmo de Sakuya dos dois games anteriores, só que com uma tonalidade diferente (notem o céu nublado). Pobre China, ganhou um cenário “recauchutado”...bonito, apesar de manjado. Notam-se duas coisas ainda nesta foto: Meiling defende um projétil de Cirno, mas parece que o mesmo ataque pega num raio amplo (Meiling defende embaixo, e dá pra ver estacas de gelo indo pra cima também). Seria a Icicle Fall dela? Mais um fato (que vai revoltar alguns) é que há o Weather Meter (com uma cor diferente). Ou seja, o Sistema de Condição Climática continua. Se houver uma opção pra desligar isso, não vejo problemas (e se não houver, alguém faz).

- Já na terceira foto, Meiling dá um chute parecido com o Finisher do Ultra de Fei Long em SF4 bem na “caixa de pensar” da Sanae. Nota-se que ela ganhou golpes pra reforçar o lado Kung-Fu dela (oras, é a Chinese Girl!). Tomara que alguns desses golpes tenham frames de grazing e boa prioridade, com um auto-combo bem melhor que as demais ganharam em SWR (se esses combos permaneceram). Esse é mais um cenário novo, certamente de Sanae (já que parece o caminho para o templo dela no cume da montanha).

- Na última foto, a Dupla Dinâmica (o Chefe O’Hara diria que “Dupla Dinâmica é o car****”, mas...^^) “batendo cartão” como sempre. Enquanto Marisa fica parada , Reimu mostra um golpe novo onde ela no ar (saltando como o Strider Hiryu ou Heidern) cria um “círculo de barreiras” ou coisa assim, o que significa que ao menos algumas vão ganhar novos golpes, o que significa que ao menos alguma revisão mais profunda nas personagens foi feita. Também dá pra ver uma Skill Card no marcador do Deck de Reimu, confirmando que o sistema de trocar e dar power up nos golpes continua. Notem que o Weather Meter está em uma cor diferente, então pode ser mais fácil de se saber a condição climática.

Touhou Hisoutensoku vai sair dia 18 de agosto, junto com Touhou Seirensen, durante o C76 (ou NatsuComi, o Comiket de Verão). E mais uma coisa: a numeração deste episódio (12.3) leva a crer que teremos um episódio 12.5 em seguida. Se for um novo game do Team Shanghai Alice, pode ser que esse seja um game experimental nos moldes de Shoot the Bullet, onde ZUN testou novas bibliotecas (libraries, um termo de programação) que depois ele veio a usar nos games seguintes (pra se ter uma idéia, basta ver como são diferentes os games de antes e depois de Shoot the Bullet). Mas disso aí só vamos saber no futuro...

Sanae, China e Cirno num só game...o que mais podíamos querer (fora outras personagens)? F*CK YEAH!



domingo, julho 26, 2009

Review AX/Otacon – JAST USA e Manga-Gamer Revelam Seus Ases na Manga!

Aí vai o resumo do que as duas empresas revelaram dos seus planos futuros durante a Anime Expo e o Otacon (os dois maiores eventos do tipo nos EUA): como é muita coisa, um post duplo pra explicar com calma o que a JAST USA e a Manga-Gamer tem reservado. E acreditem, é coisa MUITO boa!!!


Manga-Gamer: a empresa européia distribuiu durante o AX 2009 panfletos com a lista das produtoras japas representadas por ela (Circus, HOBIBOX, Navel, NEXTON, OVERDRIVE, todas as marcas da NEXTON, mashroom.jp, unidam, SOM, HanimeZ.net e HgameZ.net). Pela lista vocês já viram a maior das novidades...

Então vamos ao que interessa duma vez. Como deu pra perceber, agora a Navel também faz parte da turma da M-G. E já está confirmado: Shuffle! será o primeiro título localizado! Será lançada a versão original (já que Shuffle! Essence +, o “re-port” do PS2 pra PC não saiu ainda) e isso abre a possibilidade de lançamento de Tick! Tack! e Really? Really! no futuro. O lançamento está previsto para o fim do verão americano (inverno pra nós). Agora um fato estranho: depois desse anúncio, o cara da Game-Patch que andava enrolando há mais de dois anos resolveu sair do limbo e inventou uma verdadeira novela mexicana sobre as “razões” dele não ter terminado o patch e afirmando que iria terminar agora...dane-se ele, vamos todos pegar a da M-G...


Mas isso não é o melhor do pacote. Eles vão trazer um título de impacto ainda maior: Higurashi no Naku Koro Ni... SIM, HIGURASHI!!! A versão localizada também será a doujin original (com os desenhos “rechonchudos” de Ryukishi07). Como no original Higurashi é dividido em oito games, o release da M-G será em duas (Questions e Answers), com quatro arcos cada. Nada mal...

Outros planos da produtora envolvem também Da Capo 2 (como é óbvio), assim como Shin Koihime Musou (que devido a engine, pode dar problemas na localização) e (pasmem) Ai Space! Nada lá muito estranho, pois Circus e Navel estão envolvidas nesse “Second Life in Akiba” ; ele também pode ser localizado, só que eles não decidiram como fazê-lo (um server exclusivo pro ocidente ou acesso ao server japonês?)

Outra coisa que me incomodava foi esclarecida durante o AX 2009 também: a opção deles por distribuição online sobre cópias físicas. Foi tudo uma questão de custos, pois eles não conseguiram achar uma empresa que fizesse os CDs/DVDs a um bom preço (um competitivo, claro).

Como eu já esperava, eles leram PTW...mas se acham que eles vão tomar o mercado facilmente, não vai ser bem assim...

JAST USA: se acham que eles iam deixar isso barato, erraram! Depois de finalmente lançar Kazoku Keikaku - Family Project (do qual vou falar em breve, pois peguei o game assim que saiu mas nem deu tempo de tocar nele ainda) eles enfim falaram dos seus planos...EXCELENTES planos....

Primeiro, os títulos que já estavam no forno: Cat Girl Alliance já está em beta e sai entre setembro e outubro, e Lightning Warrior Raidy 2 pro inverno (dezembro). Por outro lado, Clevage foi posto na geladeira por tempo indefinido (ficando na dependência da produtora original encontrar as CGs sem censura do game)... Segundo, os títulos ainda sem previsão clara, como os games da série Moero Downhill Night (que misturam corridas a la Initial D com sacanagem...ensinando a “trocar as marchas”^^) já estão todos com o script traduzido 100%, só faltando fazer alguns ajustes na parte técnica (correção de bugs e coisas assim) e espera-se que o primeiro deles já saia na primavera. Isso fora os games da série Yukkuri Panic (um bishoujo game com um mini-game junto) sairão num pacotão duma vez só, mas ainda sem data definida. Também já revelaram a intenção de localizar Lightning Warrior Raidy (que ainda não saiu no Japão) o quanto antes.

Agora, a maior novidade deles..e que é perfeitamente capaz de rivalizar com as novidades da M-G: a aliança com a Nitro+ para localização dos seus títulos. SIM, A NITROPLUS!!!. A JAST USA vai lançar os games de uma das maiores produtoras do Japão (equivalente a uma Type-Moon ou Key) com exclusividade, e os primeiros títulos são meio óbvios, não é? O primeiro será Zanma Taisei Demonbane. Esse talvez seja o game da Nitro+ mais famoso no ocidente (e cujo anime foi mais fraco em relação ao original do que o de Tsukihime...), por isso não é surpresa a escolha, ainda mais pela sua mistura exótica de Mechas, Lolis e H.P.Lovecraft. Demonbane tem alguns games spin-off (como Kishin Houkou Demonbane, com combate de Mechs, ou Azathoth-D, um tipo de Mario Kart) que podem vir no rastro também.


Mas...você acha que a Al Azif é Loli demais pra você? Acha que a Shana faria seu tipo se fosse mais “encorpada”? Então que tal a Ignis? Por isso o segundo título será Jingai Makyou, outro dos clássicos da Nitro+ e visualmente bem parecido com Demonbane (e por isso outra boa escolha pra começar), ainda mais que, assim como ele, a quantidade de “Fator F*dão” (tipo Devil May Cry) em Jingai Makyou é bem alta.

Há ainda um terceiro título, ainda não divulgado. Mas tudo até agora aponta pra Saya no Uta: esse é um dos títulos mais queridos da produtora, e considerando que estão querendo fazer um comic (americano? Chamem a UDON!) e tentar um filme em Hollywood (?!?), ele é o mais provável. Mas nada impede que sejam outros, ainda mais que os rumores citam que o terceiro game não seja um VN (desde que não seja o Nitro Royale, pra mim tá ótimo...).

Também foram discutidas as possibilidades de títulos da Nitro+ CHiRAL (o selo de Yaoi deles), mas é incerto pois os poucos games já localizados nunca foram muito bem. Já no caso de CHAOS;HEAD pode ser possível, mas um dos problemas reside no fato deste ser um projeto conjunto com a 5pb (Memories Off); tanto é que CHAOS;HEAD Noah (do XBox 360, mas sendo adaptado pro PC) foi um dos poucos projetos de fan translation que não foi removido (todos os demais foram; se alguém puder me conseguir o patch de CHAOS;HEAD original eu agradeço...); todos os demais o foram (por razões óbvias), mas tanto a JAST USA quanto a Manga-Gamer disseram que querem trabalhar junto com a fanbase pra melhorar a qualidade das localizações.

Em resumo, não interessa o resultado da guerra, todo mundo ganha! E por isso, acho que já chegamos a um ponto onde sempre que possível nós devemos comprar esses games em vez de pegar warez. Não sou santo; admito que vou continuar pegando torrents dos games, mas é certeza que eu os compro em seguida, assim como vou encomendar o Yume Miru Kusuri (que já terminei) daqui a uns dois meses. Se puderem façam o mesmo, pois aí quem sabe chega a vez de uma Unisonshift ou Leaf ser a próxima a se interessar em localizações no ocidente?


sábado, julho 18, 2009

Idolmaster Dearly Stars: Chutando de Vez o Pau da Barraca no DS!

A Namco Bandai resolveu aloprar de vez com a versão exclusiva de seu blockbuster do XBox 360 pra DS, Idolmaster Dearly Stars. O game vem como primeiro resultado do Project im@s 2nd Vision, e pelo título do projeto, vai trazer de fato uma “segunda visão” da franquia....bem, assim como os três títulos de PSP (cada um com três das idols já conhecidas do X360) esta versão trará três novas Idols: Ai Hidaka, Eri Mizutani e Ryo Akizuki, que fazem parte da 876 Production, uma outra agência além da 765 Production (das garotas do X360 / PSP). Do lado técnico, o game vai fazer uso das funções extras do DSi, mas nada lá muito indispensável (a câmera poderá ler cartões com novos itens, o tipo de coisa que sai em revistas, cards e outros goods). 

Até aqui, nada de mais. Os fatos interessantes aparecem mesmo é no background das novatas. Eles resolveram deixar as coisas um pouquinho mais “hardcore” por assim dizer. Da esquerda pra direita:



Eri Mizutani: Com 15 anos, esta Idol é uma ex-hikkikomori! Ela era uma Net Idol (como a Chisame de Mahou Sensei Negima) que foi desafiada a fazer sucesso fora da internet. Mas é claro que há bastante diferença entre esses dois meios...

Ai Hidaka: a loli do trio, tem 13 anos, e é filha da “Super idol Rank S” Mai Hidaka (atualmente com 29 anos), cuja carreira durou por apenas 3 anos, e fez um sucesso astronômico. Só que Ai não tem conseguido passar nos testes pra Idol até agora...A propósito, alguém aí já fez as contas pra saber...a idade de Mai quando Ai nasceu?  

Ryo Akizuki: e a última das Idols (também com 15 anos), além de ser prima de Ritsuko (dos games de X360 e PSP), tem mais um “segredinho” listado na biografia...e que é revelado neste vídeo. Basta dizer que uma invenção do Coringa ia funcionar nela, ou que um certo jogador com excesso de tecido adiposo iria querer dar uns pegas nela. E pasmem, foi justamente "ela" que aumentou mais ainda o hype pelo game no Japão, é mole?

Pois é, uma Ex-hikkikomori, uma Loli nascida de gravidez na adolescência e até Shota Trap...se a Namco Bandai não tomar vergonha na cara e lançar esse aqui no ocidente, alguém VAI TER que traduzir esse game (que nem estão fazendo com as versões do PSP). A bem da verdade, o mundo das Idols não é lá esse mar de flores que se imagina, e é interessante ver que os criadores resolveram mostrar isso justamente no DS! 

Ah, claro: Idolmaster Dearly Stars tem lançamento previsto pra 17 de setembro…



segunda-feira, julho 06, 2009

Vanguard Princess: Uma Súbita (e Ótima) Surpresa!!!

Depois da decepção (ou melhor, vergonha) que foi MKnV, surge do nada um doujin fighting que faz a gente esquecer de vez esse fiasco, e mostrando como se deve fazer um game. Vanguard Princess veio sem nenhuma pretensão (ainda mais que foi feito no Fighter Maker, uma engine da Enterbrain similar ao M.U.G.E.N.) e conseguiu um destaque súbito nas comunidades de fãs de porrada (como a Dustloop e a Shoryuken.com) graças a sua qualidade, tanto no gameplay como na animação das personagens, ambas absurdamente altas pra um game freeware (lembrando que MKnV era comercial). E claro, uma quantidade de moe e fanservice que deixa até Arcana Heart no chinelo!

Esse game foi criado por um tal de Sugeno Tomoaki (que segundo algumas fontes, supostamente já trabalhou na Capcom), e por trás do capricho visual esconde um sistema original e de certa forma bem tradicional. Numa primeira olhada, lembra SF3, pelo tamanho das personagens e da arena de batalha. Mas ao contrário do citado Arcana Heart, não há dash aéreo (só de chão) ou chain combos (algumas têm target combos como em SF3). Isso meio que remete a games como Akatsuki Blitzkampf (que não segue a “receita de bolo Guilty Gear” de outros doujin games). 


Mas o que mais chama a atenção no game (além do fanservice que junta praticamente quase tudo que é clichê “moe” de forma agradável com os excelentes sprites) e que pode passar despercebida pra muitos é o seu sistema peculiar de combos: tirando algumas míseras exceções, quase não existem combos “2 em 1” (com cancelamentos, de golpes normais em especiais, como o clássico ”voadora, soco, shoryuken”), mas conta com um sistema de Assist/Striker/Engun bem diferente dos outros games e que é a base para os combos do jogo. Ao escolher uma personagem dentre as dez disponíveis, você também escolhe uma dentre quatro “supporters” (as quatro lolis na tela de seleção), cada uma com um set próprio de ataques. Esses ataques da sua parceira gastam uma barra própria dela; quanto mais níveis, mais ataques disponíveis. Se você ou ela levar um golpe, a barra zera e você fica sem acesso aos ataques dela por um tempo. 

O segredo dos combos aqui é alternar os seus ataques com os da sua parceira. Isso é bem diferente de games como Marvel vs Capcom 2 e King of Fighters - Saga Nests (KOF’99, 2000 e 2001), onde você solta seu Assist/Striker e aproveita a brecha pra dar mais golpes; em Vanguard Princess você pode (e deve) atacar em conjunto com sua parceira pra criar seus combos. É muito estranho no começo pra quem é acostumado com outros games “normais” (um impacto equivalente a IaMP) mas depois de entender essa dinâmica a engine de Vanguard Princess faz muito mais sentido. E melhor de tudo, é divertida! Acho que até o momento, o único ponto contra de Vanguard Princess é que ele é um tanto “direto”: há modo Story (com três dificuldades) e Versus, e só (pra usar o Practice Mode você deve entrar no Versus e pressionar P no teclado). Fora isso, nada de mais.

Sem delongas, vocês podem baixar o game aqui; cliquem no quadradinho azul. Já o site do game é este aqui. Mas pode ser um pouco complicado fazer o game funcionar, ainda mais pra quem não tem muita experiência com doujin games. Explicando: primeiro, fazer uma instalação do Applocale e do pacote de fontes asiáticas é o mínimo necessário. Depois, deve-se descompactar o arquivo do game e renomear alguns arquivos: “ヴァンガードプリンセス” pra alguma outra coisa (como “vanpri”, por exemplo); “ヴァンガードプリンセス.exe" para “vanpri.exe”, e “ヴァンガードプリンセス.kgt” para “vanpri.kgt” . Nada trabalhoso, e vale a pena.


Finalizando: se considerarmos que esse é um game totalmente freeware (gratuito), isso é uma lição preciosa pra quem estuda game design (como eu) e pra produtoras comerciais (ou que querem seguir uma linha comercial) Vanguard Princess serve pra ensinar o modo certo de se fazer um bom game de luta : é possível se fazer algo divertido, original, criativo e mesmo apelativo, desde que se tenha respeito ao público-alvo e seja feito com um mínimo de boa-vontade. E também prova que não interessa a engine ou o método usado pra criar seu game (como já dito, VP foi feito no Fighter Maker); se for bem feito, o pessoal vai gostar. E você também. 

E pra ver como gostaram do game, já estão criando netplay clients pra Vanguard Princess. Querem melhor aceitação que isso?



sexta-feira, junho 19, 2009

Rapid Fire News: Pois Atualizar é Preciso!


E agora, mais uma sessão de notícias aleatórias, pois eu sei que vocês amam esse tipo de coisa:

Pra começar, agora que a temporada de animes está acabando e uma nova começando, nem ando muito informado do que termina e o que continua, mas o que mais me interessa é a estréia do anime de Umineko no Naku Koro ni, agora a partir do dia primeiro de julho. E já faço uma aposta: será o melhor dessa temporada, sem dúvidas (a menos que algo muito fora do comum aconteça). Considerando que o anime será produzido pelo mesmo estúdio de Higurashi e vai também contar com a direção de Chiaki Kon, eu aposto com firmeza nisso.

E eis um trailer pra causar um pouco de hype em vocês, caso isso ainda não tenha acontecido...e vou deixar pra começar a jogar os Novels mais tarde (nem fui atrás deles ainda), só pra não perder o impacto do anime...só o que me incomoda um pouquinho é o Daisuke Ono fazendo a voz do Battler...acho ele um baita seiyuu, mas em quase tudo que é papel dele eu me lembro do viado do Koizumi... 


Em se tratando de DS, experimentei Etrian Odyssey, e adivinhem? Viciei! Joguei mais por curiosidade e gostei do esquema de customização (dá até pra montar builds!) o game é um exemplo perfeito de old-school, por isso se você só começou a jogar RPG a partir de FF7, ele pode não agradar. O game é tão retrô que a música do game foi composta por Yuzo Koshiro num PC-88 (sim, onde saíram os Touhou de 1 a 5), só pra aumentar o feeling! Pra quem se interessar, recomendo o fansite Into The Labyrinth, com bastante info sobre os dois games da série. Isso deve dar pra quebrar o galho até sair Diablo 3...pelo menos por algum tempo...

Outro que vem aparecendo de fininho (também pudera, com toda a confusão causada com os rape eroge no Japão, e que vou ter que fazer um resumo em breve) é o OVA de Beat Blades Haruka, produzido pela Milky. Pros sem-vergonhas de plantão (e que já devem ter adivinhado pela produtora) o OVA é “H”, e com H maiúsculo, se seguir o nível do game. Só que uma coisa me incomoda: a maioria esmagadora dos games da Alice Soft (Bigbang Age, a série Rance e obviamente Beat Blades Haruka também) tem uma grande quantidade de events que se enquadram nas novas regras auto impostas pela EOCS (a Sofurin, equivalente a ESRB e CERO pros games “normais”), será que a produtora está numa fria agora? Seja como for, o primeiro OVA sai dia 25 de agosto. Não ponho um vídeo do preview aqui por razões BEM óbvias...


Pra fechar, alguma coisa de Hatsune Miku, pois fazia tempo que eu não postava nada da querida. Eis que dentre os fãs da mais querida das Vocaloids, temos o ilustre quarteto do CLAMP; elas comentaram em seu site que vivem catando vídeos no NicoNico nos intervalos de trabalho. E eis que elas um dia desses elas acharam a música Mugen no Yami, de Shinji Hosoe (que deve ser conhecido por aqui mais pela OST de Street Fighter EX 1 e 2 e pelas várias contribuições em OSTs Arranged, como em Arcana Heart 2 Suggoi Remix e o ótimo Street Fighter Tribute). Elas amaram a música, mas o problema é que o vídeo não tinha imagem alguma, e não acharam isso justo. 

Mas por uma daquelas coincidências do destino, Shinji Hosoe trabalha na Arika (a produtora dos SFEX), onde um velho amigo das garotas do CLAMP trabalha: Ichirou Mihara (o nome é BEM familiar pra quem leu Angelic Layer ou Chobits, não é?). É meio óbvio o que veio depois: elas pediram pra Mihara fazer o contato com Hosoe, e o resultado foi um vídeo com a música, ilustrado por elas, animado por Mihara e cantado pela Miku, feito em um mês no tempo livre delas. O vídeo ganhou o nome Mugen no Yami ―echo of the past e pode ser visto tanto no Nico quanto no Youtube. E realmente, bela música e belas imagens!

Por hora é isso. Mas não vou demorar a fazer novos updates, pois sinto que vem algo interessante em breve...incluindo alguns projetos pessoais^^



segunda-feira, junho 01, 2009

Angel Beats!: Não é Game, é Anime!!!

Surpresa geral...e bota surpresa nisso! Foi revelado na mais recente edição da Dengeki G’s Magazine que Angel Beats!, o novo projeto da Key que todo mundo (até mesmo eu) pensava ser um novo Visual Novel é na verdade uma série de anime! O projeto que conta com roteiro de Jun Maeda e arte de Na-Ga vai contar com produção da Aniplex (a mesma de Hagaren), mas não se sabe ainda qual estúdio ficará a cargo da animação (poderia talvez ser o Kyoto Animation, mas nada é certeza). A Sony Music também está envolvida na produção.

Mas daquilo que realmente interessa (o enredo) já sabemos alguns detalhes: o anime vai se passar no mundo do pós-vida. Por isso, todos os personagens ou são gente que já morreu (eles conheceram o outro mundo por querer?) ou são Anjos (tomara que sem muita viadagem) e todos estão envolvidos em uma batalha de grande escala (Einherjars?), e como é de se esperar, isso vai resultar em muita pancadaria (...Bankai?)...bem, como o Sirlin já disse, “não precisa ser original desde que funcione bem”, não é?^^


Ah, sim...aquela primeira personagem revelada muuuito parecida com "aquela outra" teve o nome revelado: Yuri (apelido: Yurippe, segundo algumas fontes) é líder de uma equipe engajada em vencer essas batalhas (...uma auto-referência?), que tem como símbolo aquele emblema com a frase "Rebels against the God" (lembram do que eu comentei?). E vejam só vocês, o grupo é chamado “SSS”...que coisa, não? 


Esta outra personagem também deu as caras, por enquanto chamada apenas de Angel (literalmente, "Tenshi"), fora o fato que ela ser um tipo de líder dos estudantes (do conselho?) do colégio onde todo acontece, não há maiores detalhes até o momento.

Também foi revelado que o tema do anime será “vida” (em kanji, 人生 ), típico das histórias do Maeda. Só que alguns mais atentos vão se ligar que isso parece um trocadilho (ainda que pra lá de obscuro) com Clannad. Pelo que parece até o momento, Angel Beats vai estar lotado de gags e referências a outras obras, talvez algo num nível leve (como Rurouni Kenshin), médio (Hayate no Gotoku), ou mesmo épico (Pani Poni Dash). Na verdade, ao olhar pra Yurippe, eu já tenho um palpite sobre o “nível” na escala...

Na matéria, Na-Ga também já revelou que já fez o design de mais de 30 personagens pro anime, então isso pode muito bem significar que eles querem fazer uma série longa; pelo menos uma temporada de 13 episódios é certa; talvez eles queiram fazer algo como a Sunrise fez com Code Geass e Gundam 00, largando mais temporadas depois. Seja como for o tamanho da série, espero que eles façam algo decente, bem feito e que valha a pena, o mínimo que se espera de um projeto com o staff da Key envolvido; já basta uma bomba como Blassreiter (da Nitro+). Mas como vai ter porrada e meninas belas (afinal, foi o Na-Ga que fez) as chances de Angel Beats render são elevadas...

Mas... vocês não se tocaram duma coisa? É que, ao menos por hora, as chances de um anime de Little Busters diminuíram exponencialmente...ao menos por hora^^



quarta-feira, maio 27, 2009

Rapid Fire News: Pois as Viscissitudes se Acumulam...


Hora de mais um post de assuntos aleatórios...mas interessantes (ao menos eu acho):

- As duas últimas semanas foram de lascar; além de eu passar uma semana inteira gripado e a seguinte com tosse crônica (e as duas com dores musculares...), eu estive envolvido com a organização do torneio de KOF 2002 Unlimited Match & Super Smash Bros Brawl da Liga RoundZERO, no Anime Sul (que rola aqui em Porto Alegre nos dias 13 e 14 de junho, na Usina do Gasômetro). Se você for de Porto Alegre ou das proximidades, e está a fim de falar com “a Lenda” aqui em pessoa (e se decepcionar com minha cara), vou estar lá no stand do torneio, nos dois dias. Se alguém for, pode avisar aqui que fico no aguardo. Vale lembrar que lá vai ter o nosso sistema de Free Play (onde você pode jogar de graça) e só se paga pra participar dos torneios (módicos 5 bem-te-vis)! Esse torneio é pra juntar os fãs pra criar uma liga organizada, pois já ta na hora de termos uma por aqui...

- Pelo menos, ficar doente tem suas vantagens, pois ao se deixar de fazer algumas coisas, dá chance pra se fazer outras. No caso, peguei pra jogar Dengeki Gakuen RPG - Cross of Venus, pra DS (via emulador, claro). E o game até que é bem divertido e fácil de se jogar, com um sistema feito pra casuais (sem muitas complicações). E não é difícil ver as referências aos trabalhos da Dengeki, como logo no começo onde o protagonista receber como arma da Shana a Blutsauger (aquela espada bastarda que mais tarde Yuji começou a usar em SnS). Acho eu que estou na metade do game, já tendo no meu grupo Shana, Iriya, Kino (como lutadoras além do Protagonista), mais Index e Haruka (que não lutam, mas usam magias). Agora estou no mundo da Dokuro-chan resolvendo um puzzle complicado, e bem próximo de criar o meu time imbatível com Shana, Dokuro-Chan e Taiga (pois eu duvido que tenha alguém capaz de sefurar essas três na linha de frente). 

E o melhor de tudo: descobri que mais tarde dá pra pegar a Mikoto como personagem secreta! Assim que eu botar a Biribiri no time eu boto aqui uma screenshot e o método, pois é bem complicado pra quem não sabe nada de japa (e eu apenas “arranho”, mas sou acostumado a jogar games assim). Não dá pra não sacar um tanto do enredo, pois tem bastante diálogos falados, e esse game tem um gostinho de Kamen Rider Decade, com as viagens pelos mundos e pela missão de corrigir as falhas nos novels...pena que um release oficial no ocidente do game é complicado, pelo mesmo motivo de Jump Ultimate Stars e Tatsunoko vs Capcom: as licenças dos animes citados estão em várias mãos diferentes, o que daria muita mão-de-obra pra uma versão localizada...uma pena...

- Uma banda que andei ouvindo bastante nesse tempo de convalescença foi Asriel, um Goth Loli duo (se o termo não existia, mais que um que inventei^^) que recentemente soltou um single da nova Ending Song pra 11 Eyes Crossover, versão do eroge de PC que já contava com outra Ending Song delas, se bem que alguns podem também conhecer da música Metamorphose, do anime de Monochrome Factor (eu não, achei sem querer^^). Realmente, uma banda muito boa que teve origem no nicho doujin que nem a Sound Horizon. Vou ver se acho um torrent da discografia delas (se alguém achar, fique a vontade)...no site delas (link ali em cima) tem trechos das músicas pra convencer alguns a irem atrás...

- Com tanta correria, ainda não vi os episódios da nova temporada da Haruhi (eu falei que ela tava escondida na reprise da primeira, lembram?). Mas uma coisa me deixou incomodado; acho que lançar K-ON na mesma temporada meio que pode ter sido um tiro no pé da KyoAni, pois isso me passou a impressão de que o anime que muito pessoal que tem banda anda gostando foi usado como “boi de piranha” como parte da estratégia deles; alguns já me disseram que o hype de K-ON já era. O que sei é que vou dar um tempo por hora, pois tô com muito pouco espaço no HD, e ta difícil acompanhar muita coisa toda semana fora Hagaren e Decade pelas razões já citadas. E por isso eu evitei K-ON até agora, fora uns 4 ou 5 episódios (apesar de ter adorado). Vou ver se nos próximos meses eu retomo essas que deixei que deixei de lado por um tempo...não foi por não gostar, foi falta de tempo. Exceto Queen’s Blade, esse eu larguei mesmo de mão, pelo menos até a versão DVD....

- E enfim tomei vergonha na cara e terminei de ver Toradora (entre outras coisas). E adivinhem, achei o final satisfatório. Não entendo quem disse que foi um lixo...será por causa da história ter se resolvido e não deixar um gancho pra uma segunda temporada? Bem, sei lá...mas a imagem acima é do final da rota da Taiga no game de PSP. E não há Photoshop nela, éé isso mesmo que acontece! Essa foi de se adimirar, pois é raro fazerem um final de game tão "ousado" em relação a obra canônica...fiquem a vontade pra especular se o corpo diminuto da mini-tigresa aguentaria sem problemas uma gravidez dessas...parto natural, nem pensar!^^


Por hora é isso. Ainda bem que não tivemos novidades grandes até agora; alguns devem ter notado que até não consigo atualizar em dia o blog, graças a “n” coisas. E eu andei lendo os posts e convites pra algumas coisas. Assim que eu der um jeito nas coisas aqui dou uma resposta pra todos, OK?

E quem sabe, aquela bendita reforma no blog também!
 

terça-feira, abril 28, 2009

Angel Beats: Mais um Novo Projeto da Key!

Já não bastasse estarem com Rewrite no forno, a Key enfim revelará com uma matéria de oito páginas na Dengeki G’s Magazine mais detalhes sobre Angel Beats, seu (provável, quase certo) novo visual novel. Como já deu pra perceber, Na-Ga volta como character desginer do novo game, logo após Little Busters. E não foi só ele, mas Jun Maeda parece ter mudado de idéia e vai escrever o scenario do novo game. Pra quem não sabe, Maeda esteve a frente dos scenarios de diversos dos hits da Key, como Clannad e o já citado Little Busters. Ele tinha anunciado que pararia de escrever scenarios após LB! e cuidar apenas da parte musical dos games. E pelo que me diz respeito, nenhum dos fãs tem qualquer objeção quanto a mudança de idéia dele...


Só uma coisinha até agora tá incomodando um pouco: não sei se alguém reparou bem na imagem da heroína principal do game (que não teve o nome revelado ainda); como sempre, a arte do Na-Ga ta linda, mas...ela não é meio parecida com alguém que a gente conhece muito bem?

Nah, deve ser só impressão...^^

Além disso, o emblema no uniforme traz a frase “Rebels against the God”. (Rebeldes contra Deus). Considerando-se o nome do game e essa frase, fiquem a vontade pra especularsobre o enredo...

Seja como for, até o momento não se sabe muito sobre Angel Beats, pelo menos por hora. O site oficial já tá aberto, e lá tem um promo de 15 segundos. É bem possível que o game saia após Rewrite (que já deve estar quase pronto, visto que já faz um ano que foi anunciado). 

E pra fechar, aquela frase já famosa: “por hora, o negócio é esperar...” ^^


Kannagi: Autora dá Sinal de Vida e Agradece o Carinho dos Fãs!


Eri Takenashi atualizou seu blog após seis meses, já recuperada da misteriosa doença que causou a suspensão da publicação de Kannagi justamente durante a exibição do anime. Ela está repousando em casa após ter recebido alta, e se desculpou por não dizer qual a doença, mas é certo que foi graças ao trabalho (às vezes uma doença se manifesta como conseqüência de stress, talvez seja o caso) E também ela agradeceu o carinho dos fãs, que mandaram muitas mensagens desejando melhoras, flores e ela se emocionou quando recebeu um “senbazuru” (uma linha com mil origami de pássaros, um costume para se desejar melhora de saúde a alguém, vocês já devem ter visto isso em um ou outro anime).

Ela terminou dizendo que está se focando na recuperação, pois afinal fazer mangá é uma tarefa bem dura e recomeçar um trabalho desses estando ainda fraca poderia depois causar problemas ainda mais graves. . Mas ela deixou bem claro que quer recomeçar assim que der. Isso garante que Kannagi vai continuar, só não se sabe a partir de quando....


Dengeki Daioh: Galeria de Ilustrações pra Comemorar Aniversário!

Pra comemorar os 15 anos da revista, a edição de junho trará de brinde uma Heroine Gallery, com as garotas das histórias mais populares que já passaram pelas páginas da revista, ilustradas por artistas de alto calibre. A lista a seguir cita primeiro o nome do artista, eentre parênteses os trabalhos pelos quais ele é conhecido e o que ele vai desenhar no especial. Vamos lá:

Aoki Ume: (Hidamari Sketch) – ToHeart
Akane Kotetsu: (mangá de Vandread) – ToHeart
Ayakura Jyuu: (novels de Spice & Wolf ) – To Aru Kagaku no Railgun (e dá-lhe BiriBiri^^)
Arufa: (Sharin no Kuni, um eroge com CGs fantásticas) – Toradora!
Itou Noizi: (novels de Haruhi e Shana...mas precisava eu dizer?) – Toradora!
Ishikei: (NiseMIDIdoronokai) – Kashimashi ~girl meets girl~
Ueda Yumehito: (chara design do anime de True Tears) – To Aru Kagaku no Railgun
Okama: (Himawari, Cloth Road, costume design de No More Heroes) – GUNSLINGER GIRL
Kuroboshi Kouhaku: (novels de Kino no Tabi) – ToHeart
KEI: (Hatsune Miku e turma) – Ichigo Mashimaro 
Kouga Yun: (LOVELESS, chara design de Gundam 00) – GUNSLINGER GIRL
Kotamaru: (Twinkle Crusaders, Prism Ark) – Shingetsutan Tsukihime
Kobayashi Jin: (School Rumble) – Azumanga Daioh
Kobuichi: (Zetsubou Sayonara Sensei, SNOW) – Shingetsutan Tsukihime
Komatsu E-ji: (Planetarian, Iriya no Sora, Aoi Umi no Tristia...preciso falar mais?) – Daioh Heroines
Satou Shouji: (Highschool of the Dead) – Azumanga Daioh (ah…esse eu quero ver!)
Shiina Yuu: (Legend of Heroes 6) – Shakugan no Shana
Sumaku Jungo: (Carbon Base) – Ichigeki Sacchuu!! Hoihoi-san
Sogabe Shuuji: (Senko no Ronde, mangá de Persona 3, Million KNights Vermilion) – Azumanga Daioh
Tomoseshunsaku: (Akatsuki no Goei, outro eroge com ótimas CGs) – ToHeart
Nanao Naru: (ef, Da Capo, Suika e praticamente tudo da Leaf) – Kokoro Toshokan
Haga Yui: (Baka to Test to Shoukanjuu, Lotte no Omocha!) – Ninin ga Shinobuden (aka Ninja Nonsense nos EUA...tudo a ver^^)
Harada Takehito: (Disgaea e praticamente tudo da Nippon Ichi) – Ichigo Mashimaro
Fujima Takuya: (Negima!? NEO, Nanoha Vivid) – ToHeart
Miyama Zero: (Princess Bride) – Shakugan no Shana
Miwa Shirou: (Dogs/ Bullets & Carnage, Guilty Gear XX Slash-) – GUNSLINGER GIRL
Muririn: (Nanami to Konomi no Oshiete A.B.C...) – Toradora! (...ohshi–)
Yuuki Hagure: (WIRE FRAME) – Kashimashi ~girl meets girl~
Youta: (SH@PPLE) – Kokoro Toshokan
Yoshizaki Mine: (Sgt.Frog, Otomedius) – Ninin ga Shinobuden
Refeia: (Devils Devel Concept) – Ichigeki Sacchuu!! Hoihoi-san
Ryouka: (Akane iro ni Somaru Saka, o eroge) – Kemeko DX
Watashiya Kaworu: (Kodomo no Jikan) – Kemeko DX

É uma tropa de elite, e não dá pra não pedir pra sair logo! A edição estará à venda a partir de 27 de abril, por módicos 630 ienes. Se tiver como pedir, vale a pena! Pelo menos scans vou ter que pegar...


Project Zeorymer Omega: Mangá Continua Após 25 Anos!

Quem já curte anime desde os tempos da primeira dublagem de Saint Seiya, deve se lembrar do US Mangá, também na finada Rede Manchete. Era um programa toda sexta de noite que passava alguns OVAs que acabaram se tornando um tipo de cult para quem pegou essa época. Dentre esses cults, alguns dos mais famosos foram sem dúvida Detonator Orgun (um mech que lembrava a Justice de Guilty Gear, com design do Kia Asamiya), Genocyber (tripas e tripas; que de tão censurado acabou até perdendo um episódio inteiro...) e Zeorymer (ou “Zeoraima”, como na dublagem nacional). Mas o que muita gente certamente não sabe até hoje que esse OVA de quatro partes na verdade se originou de um mangá hentai! Claro que no OVA toda essa parte foi limada (e o pouco que restou de ecchi se foi na tesoura da censura, que já começou a pegar naquela época). Mas ainda assim o OVA era até divertido, se considerar a mixaria disponível na época, antes mesmo dos fansubbers em VHS...

Eu tive que desencavar essa info mesozóica pras gerações mais novas saberem do que falo. O fato é que após 25 anos depoi, surge uma continuação de Zeorymer! Explicando: O mangá original de Zeorymer começou a ser publicado em 1983 na revista adulta Lemon People, com roteiro de Morio Chimi (o pseudônimo de Yoshiki Takaya, autor de Bio-Booster Armor Guyver, que já está em publicação desde 1985, com 26 volumes até o momento). O mangá foi interrompido em 1984, e só no ano passado foi publicado o final da história na revista Monthly Comic Ryu, sendo que a história do OVA ficou muito diferente do mangá (fora pela parte hentai).

Só que a história continua desde novembro do ano passado; Project Zeorymer Omega também avançou no tempo, começando 25 anos após o final da história anterior. Apesar de contar com o mesmo roteirista, a arte é de yu Watari (e muito superior a original). Outra diferença é que desta vez a história mantém um certo nível de ecchi, mas nada comparado ao hentai de antes (de fato, até ficou leve em comparação com muita coisa que sai atualmente...). O mecha design ainda é de Morio Chimi; não ficou exatamente ruim, mas os mechs tão um visual que me lembram de leve monstros tipo Máquina de Yu-Gi-Oh...O primeiro tankohon saiu semana passada no Japão. Se essa nova série pode motivar um novo anime não dá pra saber ainda, mas se sair alguma coisa, vai ter um monte de gente que possa querer ver...talvez até seus pais, dependendo da idade deles...^^

Duas notas: Primeiro, achei a Miku desta versão bem melhor que a anterior. E segundo: Guyver, o outro trabalho do autor (algo como o Kamen Rider Black, só que mais dark e violento) ganhou dois filmes em live action feitos nos EUA. O fato curioso é que um dos vilões do primeiro filme foi interpretado por Mark Hamill (o Luke Skywalker) e o protagonista do segundo foi feito por David Hayter, roteirista e ator, que é famoso em especial por ter dublado um certo “cobra velha”...^^



domingo, abril 12, 2009

Million KNights Vermilion: Data de Lançamento Confirmada!



Lembram do Million KNights Vermilion? Pois é, aquele jogo que não se sabia o estado desde o fim do ano passado tem data de lançamento marcada pra 26 de abril. Eles também soltaram um novo trailer que mostra o game em si. O gameplay é o “pacote básico” de doujin game de luta baseado em Guilty Gear: chains, juggles supers...essas coisas. E claro, com a configuração de botões básica de doujins (que as grandes produtoras como a Capcom copiaram mais tarde), com três intensidades de ataque (Fraco, médio e forte) mais um botão especial (neste caso, “Vermillion”). Só que ao ver o vídeo dá pra notar que as animações ainda estão muito “estranhas”, meio duras (o que é esquisito visto que chamaram um estúdio de animação pra cuidar delas. Mas se o game ficar bom assim mesmo, sem problemas.

E eis mais algumas screenshots do vídeo:







Vendo o investimento feito em cima de MKnV (só o cast de dubladores deve ter saído uma nota...)e que a mesma equipe de BigBang Beat está por trás do game há a chance do game ser melhorado aos poucos com patches. Afinal, precisamos de um bom game pra temporada já que a versão pra PS2 de Sugoi! Arcana Heart 2 tá cheia de bugs (por isso, esperem a versão americana da Atlus)...

Link do novo site: http://www.m-k-v.jp/

Link pra download do vídeo: http://www.m-k-v.jp/download

Antes que eu me esqueça: a OST de MKnV também já está rolando por aí. E é muito boa, diga-se de passagem...