domingo, fevereiro 24, 2008

Arthur e sua cueca: Os mestres do “Speed Run!”




Já ouviram falar do termo Speed run no mundo dos videogames? Trata-se de uma modalidade onde o real desafio é terminar o jogo no menor tempo possível. Não é nada fácil, se pensarmos que o jogador precisa “manjar muito” do jogo e utilizar-se de diversas táticas para atingir sua meta (como por exemplo, decorar inteiramente o caminho, posição de itens e inimigos, etc.). Alguns “recordistas” utilizam-se de emuladores ou outras trapaças para atingir esses recordes, só que na opinião do papai aqui o real valor está em realizar o feito na “na raça”.

Pois bem, descobri um vídeo que é uma verdadeira pérola do speed run, desta vez de um jogo já arcaico, mas que ainda queima as pestanas dos jogadores das antigas: Ghouls n´Ghosts. Trata-se de um jogo de plataforma desenvolvido pela Capcom em 1988 para o Mega Drive. Nele, o cavaleiro Arthur se envolve em uma verdadeira “fria” para salvar a princesa Prin (naquela época, essa era a única idéia dos roteiristas), aprisionada no castelo de Lucifer (ou Loki em alguns outros jogos da série). Para tal nosso valoroso herói de armadura (ou de cueca, caso seja atingido), precisa enfrentar uma horda de mortos vivos e outras criaturas demoníacas.

Sério, não estou brincando quando falo de hordas de inimigos, eles surgem o tempo todo de caixões, do chão, de onde for desde que seja para ferrar você. Contudo, um doente qualquer, fanático por jogos e speed runs, atravessou TODO o primeiro estágio do jogo sem atacar um único inimigo, desviando “viciadamente” até chegar ao chefe da fase (onde finalmente atacou e triturou o infeliz). Está certo, ele terminou a fase de cueca, mas o mérito precisa ser reconhecido. Veja você mesmo neste link.

Nenhum comentário: